23 Milhas com trimestre abundante em encontros

    0
    275

    Abril começou com a 17ª edição da Mostra de Teatro do Município de Ílhavo. Além dos espetáculos, há quatro formações em que se fala de escrita para teatro, bandas sonoras, expressão corporal e expressão dramática, os concertos do Anaquim e dos HMB. Dia 17, Feriado do Município de Ílhavo, na Casa da Cultura, atuará a Banda Sinfónica da GNR. Ainda em abril, no dia 24, o festival itinerante de one-man- bands “Um ao Molhe”, que leva ao novo espaço da Fábrica das Ideias, o Convés, “The Partisan Seed”, “O Lendário Homem de Trigo” e “Daily Misconceptions.  No dia 30, fecha-se o mês com dose dupla: há dança em Dia Aberto no Cais Criativo da Costa Nova e MOTELx em Ílhavo, uma extensão do festival de curtas de terror na Casa da Cultura.

    Maio é o mês da maior novidade do trimestre: o Ilustração à Vista. De 4 a 7 é a semana inaugural de um evento que foi pensado para crescer, tanto em dimensão como em alcance, e que parte dos séculos de história das peças da Vista Alegre para pensar e trabalhar o papel da ilustração no município. Nos vários edifícios culturais do 23 Milhas e em diferentes espaços públicos, acontece um programa variado que inclui dança, teatro e instalações na rua, dois concertos ilustrados, dos D’Alva e de Joana Sá, um festival de cinema de animação, oficinas de música para os mais pequenos e um espetáculo que junta a Filarmónica Gafanhense ao Rancho Folclórico as Tricaninhas do Antuã. Outra das novidades do mês é o “Territórios Públicos”, um evento de mediação que reúne, a 11 e 12, especialistas, profissionais e curiosos nas áreas da educação e da cultura para partilhar e discutir novas práticas. Ambiente, museologia, pedagogia e artes performativas serão alguns dos temas em cima da mesa de dois dias de reflexão e partilha. Na música: as cordas de John Smith no dia 12, no Laboratório das Artes Teatro da Vista Alegre; o reboliço pop dos Virgem Suta no dia 13, na Casa da Cultura; a “Magia” do Concerto Puccini de Anabela Ferreira, no dia 19, no Laboratório das Artes; e os Blind Zero, rock maduro na Fábrica das Ideias, no dia 20.

    Em Junho e logo no primeiro fim-de- semana e dispensa apresentações: o Festival Rádio Faneca acontece dias 2, 3 e 4.

    Ílhavo volta a transmitir alegria e a transformar o centro histórico, becos e casas em espaços de encontro, amizade, partilha de memórias e manifestações artísticas. A Orquestra da Bida Airada volta a sair à rua, a Casa Aberta volta a abrir portas, há mais concertos, mais brincadeiras e mais comunidade. Daniel Pereira Cristo, que atua a 9 de Junho na Fábrica das Ideias, e Salvador Sobral, sensação do Festival da Canção 2017, que apresenta o seu “Excuse me” a 10 de junho, na Casa da Cultura, são os concertos sentados de junho. Um mês que leva à Casa da Cultura mais um festival de cinema, o IndieLisboa, de 24 a 26 de Junho, e ainda o Concurso de Música de Câmara, que também acontece no Laboratório das Artes Teatro da Vista Alegre, fruto de uma parceria da Associação CulturXis e do 23 Milhas.

    Residências e formações

    Duas das grandes apostas do 23 Milhas são as residências artísticas e as formações. Este trimestre há mais sete formações, em áreas tão distintas como a expressão dramática, a construção de bandas sonoras, a ilustração ou a pintura de uma peça Vista Alegre. São 12 residências artísticas, só neste trimestre, que acontecem na Fábrica das Ideias Gafanha da Nazaré.

    Oito artistas portugueses e estrangeiros escolhidos pela ART-MAP- LAB inspiram-se na Fábrica das Ideias, a Estrutura Associação Cultural prepara o espetáculo “Geocide”, Henrique Fernandes, Gustavo Costa e Alberto Lopes exploram “Phobos”, Miguel Bonneville investiga para o seu novo trabalho e Raimundo Cosme aprofunda “You need heart to play this game”.

    Olhar por dentro

    Neste trimestre, mais três viagens pela arquitetura do município de Ílhavo em três edições de “Olhar por Dentro” em parceria com a Talkie Walkie. “Ílhavo por ARX Portugal Arquitetos” aos olhos do arquiteto Nuno Mateus no dia 29 de abril, “A Arquitetura da Paisagem” que olha para a Ria de Aveiro e arredores com orientação de Inês Amorim e “Verão às riscas” que espreita os palheiros da Costa Nova na companhia de Domingos Tavares.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Introduza o seu comentário
    Introduza o seu nome