Elevador Espacial

0
189

Uma equipa de cientistas e engenheiros japoneses da Faculdade de Engenharia da Universidade de Shizuoka e de outras instituições iniciaram, este mês de Setembro, o primeiro teste para criar um elevador espacial que ligue o nosso planeta à Estação Espacial Internacional (EEI) ou a qualquer outra estação.

Elevador espacial é uma estrutura que funcionará no espaço à semelhança de um elevador normal, substituindo a propulsão dos foguetões para o transporte de carga e/ou pessoas para uma qualquer Estação Espacial.

De uma maneira simples podemos dizer que se trata de um cabo muito comprido onde se desloca um contentor, só que o movimento deste faz-se dentro e fora da acção da gravidade terrestre, o que nunca foi experimentado.

No passado dia 14 de Setembro foi lançado um foguetão do centro espacial japonês Tanegashima, na ilha de Tanegashima, ao sul do Japão, para a estação EEI, que está a cerca de 340 Kms da Terra, com as componentes do teste, que são um conjunto de dois micro-satélites em formato de cubo com 10 centímetros de lado, ligados entre si por um cabo de aço de 10 metros de comprimento.

Entre estes dois micro-satélites, lançados no espaço pelos astronautas da estação EEI, desloca-se, naquele cabo de aço, um mini contentor de seis centímetros de altura, três centímetros de comprimento e três centímetros de largura, cujo movimento é accionado por um motor eléctrico e monitorizado por câmaras e sensores colocados dentro dos dois micro-satélites, que levam também painéis solares para a geração de energia e outros instrumentos de pesquisa para novas soluções. Terão de passar muitos meses para estudar o seu comportamento em testes diversos e desenvolver novas tecnologias.

Os cientistas trabalham em colaboração com a empresa Obayashi Corporation, uma das maiores construtoras do Japão. O conceito de elevador apresentado por esta consultora terá seis “andares” de forma oval, com 18 metros de comprimento e 7,2 metros de diâmetro, com capacidade para 30 pessoas.

Os cientistas pretendem instalar uma estação espacial a 36.000 Kms da Terra e ligar esta estação ao nosso planeta por meio de um cabo onde se desloca um elevador espacial, atingindo uma velocidade de 200Kms/hora durante uma semana para percorrer a viagem dos 36.000 Kms.

Na superfície da Terra o cabo ficará preso numa base no mar do Japão e a estação espacial estará 10 vezes mais distante do que a actual EEI.

Mas porquê um elevador espacial?

Não só para evitar a utilização de foguetões como para diminuir os custos e riscos das viagens espaciais. Actualmente, o custo de transporte de cada quilograma de mercadoria ronda os 22 mil dólares e com um elevador o transporte da mesma mercadoria teria um custo 200 dólares.

Para este projecto final será criado um cabo de carbono de 36.000 quilómetros – para ligar a Terra a uma estação espacial com laboratórios e uma área habitável – onde se moverá um elevador para transportar carga e/ou pessoas e com inauguração prevista para 2050. Prevê-se que sejam utilizados nanotubos de carbono (grafeno), que são filamentos de carbono com forma cilíndrica, pois são considerados dezenas de vezes mais resistentes que o aço. Actualmente, ainda não existe tecnologia para concretizar o projecto, mas estão a ser feitos grandes avanços com o grafeno, prevendo-se que só em 2030 será possível produzir industrialmente os nanotubos de carbono.

Leia o artigo completo na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome