Jatobá e a herança de Bruno, o Terrível

0
21

Pouco mais de um mês após as eleições, confirma-se que o caminho a percorrer por Frederico Varandas será complicado e pejado de “surpresas” mais ou menos “esperadas”, mas de consequências perigosamente imprevisíveis.

O processo relativo às rescisões, na sequência do infame ataque à Academia de Alcochete, é um excelente (e assustador) exemplo daquela que pode ser (será?) a herança da governação de Bruno, o Terrível.  Os últimos desenvolvimentos da investigação criminal têm colocado hipóteses (?) verdadeiramente aterradoras, o que pode comprometer seriamente as negociações em curso.

Quando escrevo estas linhas, as notícias dão conta da iminente resolução do  caso de Rui Patrício, recebendo o Sporting uma verba na casa dos 20 Milhões de euros, mas pagando uma “dívida antiga”  de cerca 7 Milhões a Jorge Mendes.

Não faltará quem diga que foi um mau negócio, que só tínhamos era que os humilhar em tribunal e que o pagamento da dívida a Jorge Mendes mais não é que um ato de vassalagem. Enfim, o regresso de um Sporting “bem comportado” e “manso”.

Leia o artigo completo na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome