‘Vá para fora, cá dentro’

O Jornal ‘O Ilhavense’ tentou perceber como está a procura pelos alojamentos para umas férias nas praias do município.

0
308

Demorou a chegar, mas parece que já está em Portugal. O verão parece ser turista no nosso país, este ano, mas nós por cá, temos muitas opções de alojamento, onde possa ficar.

Apesar do Sol tardar em aparecer, quando pesquisamos “férias praia da barra” ou “férias praia da costa nova” no google, surgem automaticamente quatro anúncios pagos e dez propostas, de pesquisa orgânica. A categoria Alojamento Local (AL) – hostels, apartamentos, moradias e quartos, perfaz a maior percentagem do tipo de alojamento que o município de Ílhavo tem à disposição de quem o visita e que estes websites mostram.

No primeiro website surgem trinta e três propriedades, a um preço médio de 72,15 euros.

Neste sítio a Praia da Barra surge com um preço mínimo de 70 euros por noite, para quatro pessoas e o máximo de 96 euros. Para a Praia da Costa Nova surge apenas uma opção, no valor de cinquenta euros. Este valor era apenas válido à distância a que pesquisámos, para a noite de dia 1 para dia 2 de agosto, porque este site não permite pesquisar sem datas, nem aumentar o volume até 30 dias, por exemplo.

No segundo website é possível ver quais os dias que ainda estão livres, em cada um dos alojamentos. Neste endereço, os preços por noite, para quatro pessoas são:

na Praia da Barra, entre os 49 e os 106 euros, na Praia da Costa Nova, entre os 44 e os 100 euros.

No terceiro anúncio a pesquisa funciona da mesma forma. Surge apenas um anúncio para cada uma das praias. Na Praia da Barra a noite fica a 150 euros e na Praia da Costa Nova, a 80 euros, ambos para quatro pessoas.

Foi possível verificar que todos os alojamentos estão praticamente preenchidos, durante os meses de julho, agosto e setembro, sendo que, praticamente todos estão a exigir reserva mínima de duas a três noites e em alguns casos até o mínimo de sete noites.

Leia a notícia completa na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome