No dia 9 de junho assinalou-se o Dia Internacional dos Arquivos, formalmente instaurado pela Assembleia Geral do Conselho Internacional de Arquivos (CIA), realizada no Québec, Canadá, em novembro de 2007, com o objetivo de potenciar a reflexão sobre a importância dos arquivos a nível mundial.

A Câmara Municipal de Ílhavo, à semelhança dos últimos seis anos, está a preparar um conjunto de atividades dedicadas à comunidade para divulgar o seu Centro de Documentação (DCI), bem como o seu potencial para a história e patrimónios da terra, que decorrerá entre os dias 11 a 15 de junho.

Para além das ações planeadas para a celebração do Dia Internacional dos Arquivos, a Autarquia prevê, para brevemente, a integração do Centro de Documentação de Ílhavo (CDI) na Rede Portuguesa dos Arquivos, no Portal Europeu dos Arquivos e na Europeana, permitindo o acesso de forma massiva aos documentos de Ílhavo e sobre Ílhavo, reforçando o valor e o papel para a preservação, estudo e divulgação da história e identidade do Município.

O Centro de Documentação de Ílhavo foi constituído em 2012 com o objetivo de materializar e dar nome ao conjunto de documentos que vinha sendo compilado desde o início do século XVI, consequência da atividade de alguns órgãos autárquicos do Município, tendo como produtores de informação por excelência a Câmara e a Assembleia Municipais de Ílhavo. Em paralelo com estes arquivos, coexistiram a Administração do Concelho, Câmara Municipal da Vila e Couto da Ermida, a Capitania-mor das Ordenanças e o Conselho Municipal, também eles produtores de informação valiosa e única sobre o município.

Além dos arquivos dos órgãos autárquicos, o CDI tem ainda a competência de gerir a informação produzida por empresas de pesca do bacalhau, empresas de construção naval, Comissão Reguladora do Comércio do Bacalhau, Grémio dos Armadores dos Navios de Pesca do Bacalhau, Administração do Porto de Aveiro, entre outros, assim como arquivos de particulares que alimentam a informação sobre o município e sobre temática marítima.

Leia a notícia completa na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome