Maioridade: Já nasceu o Festival Cabelos Brancos

0
336

O Festival Cabelos Brancos arrancou na passada sexta-feira, dia 14 de setembro, com o mote: “tornar o Município de Ílhavo na Capital da Maior Idade”.

A Câmara Municipal de Ílhavo (CMI) aposta cada vez mais no seu pelouro da Maioridade e este festival é a versão mais “ambiciosa e abrangente” da semana sénior. Durante 16 dias e até dia 29, estão a decorrer “momentos de festa, de celebração da vida, de reconhecimento e de reflexão sobre a importância do papel do cidadão, independentemente da idade, na consolidação e desenvolvimento desta nossa sociedade mais globalizada e aberta”, como refere a autarquia.

Um Festival com arte, mudança, trilhos e tradição

Ao todo são três palcos, com mais de trinta iniciativas, além de ateliers, atividades desportivas, concertos, mostras de artesanato, sessões de terapias assistidas com animais, viagens, entre outras, que ultrapassam as cinquenta atividades, na sua maioria gratuitas.

O Jardim Henriqueta Maia foi decorado a rigor para receber as associações do município que trabalham com os mais velhos

Apesar de cinzento, o céu não impediu que se fizessem notar os padrões a preto e branco, da decoração do Jardim Henriqueta Maia. Na abertura oficial do festival, o presidente da CMI, Fernando Caçoilo deu as boas-vindas, agradecendo sobretudo à “excelente equipa”, lembrando que há “ações todo o ano” e que a autarquia tem um contacto próximo com os seus seniores, mas que estas semanas “permitem-nos conviver mais convosco”. O presidente realçou o crescimento verificado desde a primeira vez que se celebrou a semana da Maioridade: “eram meia dúzia, hoje são centenas” e convidou todos os presentes a “aproveitar, todos os dias, o que a vida nos oferece”, garantindo que no município de Ílhavo teriam sempre oportunidade de o fazer.

Também a vereadora do pelouro da Maioridade, Fátima Teles, esteve presente, apresentando o festival como sendo um formato “mais abrangente, que engloba mais pessoas, mais atividades, mais estruturas, que sobretudo, vai ter, estamos certos disso, mais sorrisos e mais boa-disposição”. Toda a equipa esteve vestida a rigor, com peças às riscas, onde imperaram as cores preto e branco.

A primeira noite incluiu uma Barbie na Casa da Cultura de Ílhavo (CCI), mas só em sentido figurado. O espetáculo “Barbie in The House – António Bastos e os Velhos” que, com a colaboração musical da Filarmónica Gafanhense, uma turma de Danças de Salão Sénior, coreografados por Anabela Silva e Ana Sofia Rodrigues e com direção de António Bastos, reuniu 120 pessoas em palco, mais de 80 são seniores a cantar e dançar, numa atuação “espetacular, do caraças!”, dito pelo próprio maestro ao Jornal ‘O Ilhavense’, ainda o espetáculo não tinha acontecido.

Leia a notícia completa na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome