Geminação entre São Salvador e a Fuseta teve segunda sessão solene na vila algarvia

Delegação de meia centena de ilhavenses deslocou-se ao Algarve para a segunda sessão da cerimónia de geminação entre a freguesia de São Salvador e a União de Freguesias de Moncarrapacho e Fuseta.

0
89
Manuel Carlos e João Campolargo assinam o Protocolo de Geminação entre a Fuseta e Ílhavo

No mês de maio, uma comitiva da vila da Fuseta viajou até Ílhavo para a assinatura do protocolo de geminação entre aquela localidade algarvia e São Salvador. Desta vez, foi a vez de uma delegação ilhavense se deslocar ao Algarve para a segunda sessão solene da cerimónia, que decorreu na Biblioteca Prof.ª Maria José Fraqueza, na Fuseta. 

Manuel Carlos, presidente da junta de freguesia de Moncarrapacho e Fuseta e João Campolargo, presidente da junta de freguesia de São Salvador, reiteraram a importância do ato de geminação e a promessa de estreitarem relações no futuro. A cerimónia que confirmou estas localidades como “irmãs” contou com a presença de um contingente de Ílhavo de cerca de cinquenta pessoas e de antigos pescadores fusetenses que, à semelhança de tantos ilhavenses, navegaram pelos mares da Terra Nova e da Gronelândia nos tempos da faina maior. A tradição da pesca do bacalhau foi, aliás, o principal elo de ligação entre as duas localidades. 

Para João Campolargo, “esta geminação vai caminhar pela riqueza cultural dos dois povos”. O autarca ilhavense tem esperança que “os dias 18 de maio e 22 de junho fiquem marcados nas nossas comunidades” e garantiu “fazer mais coisas para esta geminação: o nosso folclore, o teatro, os artistas”. 

(Ler na íntegra na edição em papel)

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome