Linguajar ilhavense é ponto de partida e meta nos espetáculos da Milha

0
59

O 23 Milhas desafiou dezenas de músicos ilhavenses a trabalhar o seu território em criações exclusivas, apresentações, showcases, concertos e festas. A 3ª edição da Milha trará dezenas de espetáculos que parte ou se direcionam para “a palavra”.

A Milha surgiu em 2017 com a ambição de ser uma plataforma de encontro entre artistas, bandas, escolas, poetas, ranchos e outras associações culturais locais.

Se, nas primeiras edições, a Milha desafiou os músicos a trabalhar o cancioneiro de Carlos Paião e a temática marítima, este ano é a partir do linguajar ilhavense que criadores e comunidade são convidados a pensar momentos inéditos me que se encontram na e para as suas cidades.

Ao longos dos últimos dois anos, a Milha tem encorajado a produção musical ilhavense a crescer. Além de se criar oportunidades no contacto entre agentes locais, este projeto tem conseguido, através de parcerias externas, novos estímulos para o aparecimento de uma cena musical ilhavense.

Esta que será a 3ª edição da Milha acontecerá de 31 de outubro a 3 de novembro, na Casa da Cultura, em Ílhavo, e na Fábrica das Ideias, na Gafanha da Nazaré.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome