Foto: CMI

De 12 a 24 de setembro, realiza-se o Festival Cabelos Brancos, uma iniciativa em que 150 seniores são os realizadores e os protagonistas de 40 iniciativas, como coros musicais, performances, criação de cenografia, entre outras iniciativas, que decorrem em cinco espaços criativos, sedeados em várias freguesias do município.

Sob o mote “Identidade”, o Festival Cabelos Brancos irá fomentar o cruzamento intergeracional, a educação ambiental e a inovação tecnológica. A autarquia refere que “ao longo de 13 dias, a missão passa por envolver as IPSS e mobilizar a comunidade sénior, estimulando a sua capacidade criativa e aumentando o seu sentimento de pertença à comunidade”.
 
A abertura do evento está agendada para dia 12 de setembro, segunda-feira, às 19h, no Centro de Recursos Mãe do Redentor, na Colónia Agrícola, com a tertúlia “As Práticas Artísticas na Pessoa Idosa”. De seguida, assiste-se à antestreia da curta-metragem “Luísa e João”, do realizador Henrique Vilão, vencedor do Concurso de Curtas-Metragens do Laboratório do Envelhecimento de Ílhavo.

De 16 a 18 de setembro, o centro nevrálgico do festival é o Jardim Henriqueta Maia.

No dia 16 de setembro, sexta-feira, às 10h, realiza-se a oficina “Mudam-se os Tempos, mudam-se as Histórias!”, acerca de mitos e crenças sobre a fauna local.

Às 15h, atua o Coro da Fundação Manuel António da Mota. Em comunicado, a Câmara Municipal sublinha que se trata de uma “prova de que a música, pela sua universalidade, tem tido um enorme sucesso na integração do indivíduo na sociedade através da importância que a prática artística tem na descoberta de novas linguagens”. 

No dia 17 de setembro, sábado, continuam os “Cabelos Brancos no Jardim” e, às 10h, o Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo dinamiza uma oficina para ensinar os passos típicos do folclore. Às 15h30, sobe ao palco o Coro da Memória, para um concerto com mais de 70 vozes e músicos da comunidade ilhavense, sob a orientação do maestro Luís Carvalho.

Às 21h30 é a vez do concerto de Herman José, com a Banda dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo – Música Nova, que vai revisitar êxitos como a “Canção do Beijinho”, “Serafim Saudade” e “Vamos Lá Cambada”. De seguida, prossegue-se com a DJ Maria Vai Com Todas e as maiores de idade, “num desafio que irá cruzar melodias de várias gerações”, promete a organização. 

No dia 18 de setembro, domingo, às 15h, em “Vai Dar Água – Conversas Arriscadas Sobre Envelhecer”, os oradores convidados vão ter 3 minutos e 22 segundos para falar sobre envelhecimento. A diversão garante-se ainda com a máquina catapulta das palavras, que tem suspendida a 2,22 metros um balde de água, em que, caso seja ultrapassada a marca temporal, o orador verá vertido sobre si o balde.

Às 17h, a performance comunitária “Marias”, que é um percurso poético orientado pelo artista Jonathan Margarido, contará com a participação de Zita Leal, Branca Sarabando, Amélia Reis e Helena Fidalgo. 

Entre 19 a 23 setembro, os dias serão reservados à descoberta pela viagem: mais de 850 idosos do nosso município poderão visitar Anadia, Batalha, Viana Castelo, Vila Praia de Âncora, Fátima e Nazaré.

Publicidade