Foto: CMI

O Partido Socialista de Ílhavo (PS) apresentou medidas que pretende ver incluídas nas Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2023, no âmbito do direito de consulta prévia previso no Estatuto do Direito de Oposição.

As medidas têm enfoque em iniciativas que apoiem as famílias, as associações e o comércio local a enfrentar a crise inflacionista.

Para além de um pacote de emergência social e económico, o PS vincou propostas na área da saúde, educação, habitação e ação social, como oferta dos manuais de apoio para todos os alunos até ao 12º ano, criação do Gabinete de Medicina Dentária nos Centros de Saúde (com condições de acesso universal a todos os munícipes), criação do Programa de Arrendamento Acessível destinado a jovens, apoiar IPSS para aumentarem o número de vagas em creche, lares e unidades de cuidados continuados, integrar as associações e os produtores culturais locais na gestão e na programação das atividades culturais do município.

Nuno Quiaios, líder da estrutura socialista local, referiu estar «convicto que estas medidas, para além de desejáveis, são sustentáveis financeiramente, tendo em conta a folga orçamental existente».

O PS «manifesta-se comprometido em garantir condições de estabilidade governativa e todos os instrumentos orçamentais para esse efeito, asseverando, no entanto, que não passa cheques em branco à maioria, pelo que espera efetiva abertura às propostas das oposições».

Publicidade