O LEME, festival de circo contemporâneo, acontece de 30 de novembro a 4 de dezembro, em Ílhavo, Gafanha da Nazaré, Costa Nova, Gafanha da Encarnação e Costa Nova. Coorganizado pelo 23 Milhas e pela Bússola, organização de desenvolvimento de projetos artísticos, o festival acolhe este ano a segunda edição do DIVE, um evento imersivo promovido pela Circostrada Network, em conjunto com a organização do LEME e a Acesso Cultura. 

            A experiência de três dias, que acontece pela primeira vez em Portugal, reúne inscrições de 75 profissionais de 20 países, que estarão reunidos entre os dias 30 de novembro e o dia 2 de dezembro na Casa da Cultura de Ílhavo e no Cais Criativo da Costa Nova para debater boas práticas de diversidade e inclusão para o circo contemporâneo a nível internacional.

            Esta experiência desafia os seus participantes a tirar partido do ambiente de partilha e dinâmica do LEME, e a refletir através de conversas, formações e espetáculos sobre o tema “Corpos Diversos”, tema transversal a todo o festival. Todos são convidados a partilhar conhecimentos, experiências e boas práticas.

O primeiro dia do DIVE arranca com uma intervenção sobre invisibilidade nas artes, pelo iraquiano Yamam al Zubaidi, numa jornada que conta ainda com uma conversa com a bailarina e acrobata Diana Niepce.

            No dia 1 de dezembro, debatem-se diversidade, equidade, inclusão e acessibilidade nas práticas culturais com Marco Paiva (Terra Amarela) e outros oradores e ainda as experiências profissionais artísticas e culturais de pessoas com deficiência com Mickaella Dantas (Candoco Dance Company), Joana Gomes (intérprete) e Joana Honório (atriz). O dia termina com uma conversa entre a performer interdisciplinar Darya Efrat e o bailarino e artista de circo Sérgio Conceição sobre os seus trabalhos artísticos com foco nas dimensões da diversidade e inclusão.

            O último dia do DIVE promove uma mesa redonda sobre espaço público e as questões da visibilidade/invisibilidade nas práticas culturais colocando em debate e reflexão um painel composto por Jordi Duran Roldos (Dimitri Ialta), Janne Schröder (PELE – Espaço de Contacto Social e Cultural) e Alfonso Pato (Festival de Cans, Espanha).

            Durante o DIVE, acontecem ainda os espetáculos “Anda, Diana” (Diana Niepce), “Raiz” (Circo Caótico), “Simulacro” (Margarida Montenÿ & Carminda Soares) e “Corpo espectacular” (Mariana Barros), sendo que estes dois últimos decorrem no Planteia (Casa da Cultura de Ílhavo) e são showcases da plataforma Outdoor Arts Portugal. Todos os espetáculos são abertos ao público em geral.

            A programação do LEME, que prossegue até dia 4 de dezembro em vários locais do município, está disponível no site e nas redes sociais do 23 Milhas. Os bilhetes estão disponíveis online em ilhavo.bol.pt ou nas bilheteiras físicas do projeto, na Casa da Cultura de Ílhavo e na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré.

Publicidade