Felizmente ainda há Abril. Felizmente ainda se pode cantar Abril.
Uma das grandes vozes a cantá-lo é Zeca Afonso, a par de Vieira da Silva e outros que em Ílhavo lutam para que a palavra Liberdade não saia dos nossos anseios. No próximo dia 25 ela estará presente nas comemorações anunciadas.
Numa Carta a Zeca infelizmente desconhecida da maior parte de nós, José Mário Branco diz: “Que nunca deixem de correr as fontes onde vais beber…” Refere-se, claramente , à Liberdade . Tantos caminhos oblíquos que Abril tem trilhado no nosso país, tanta desilusão a acinzentá-lo, tanto estrangular de esperanças! E o sonho de um Pais novo teima em brilhar no coração dos poetas! E a entrega confiante continua a brilhar na voz dos cantores da nossa terra! As fontes ainda deixam correr as águas da procura! Apesar das nuvens, os raios de sol fugidio, por vezes tímido, deixa-nos vislumbrar as cores da Liberdade.

“Vieste de menino de oiro pela mão
Acordar a madrugada.
E fez mais ás vezes, uma só canção
Do que muita panfletada
Grandes janelas ousaste abrir20
Por onde o ar entrou sem te pedir
Que não se cansem de correr
As fontes onde vais beber.”

“Carta a Zeca” de José Mário Branco

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome