Inauguração da exposição “Heróis que o tempo não apaga – Um dia a bordo de um lugre bacalhoeiro…”

0
155
A exposição, composta por 25 painéis, de dimensões 1,90 por 1,10 m, estará patente até finais do mês de maio no Agrupamento de Escolas de Monserrate

Uma exposição concebida para “navegar” por todo o país e mesmo além-fronteiras!… Intitulada “Heróis que o tempo não apaga – Um dia a bordo de um lugre bacalhoeiro…” foi concebida pela Fundação Gil Eannes para ser itinerante, tendo como grande objectivo divulgar e perpetuar aqueles que fizeram do mar a sua senda de vida.

Valdemar Aveiro discursando na exposição Heróis que o tempo não apaga"
Capitão Valdemar Aveiro falou, na primeira pessoa, da sua experiência como um dos protagonistas da Faina Maior

A exposição foi inaugurada a bordo do navio-hospital e museu GIL EANNES a 20 de maio de 2017, Dia Europeu do Mar, estando desde janeiro do presente ano, a percorrer todos os agrupamentos escolares de Viana do Castelo, seguindo de-pois para outros pontos do país.

A ideia que serviu de base à conceção desta mostra foi a simulação, pela imagem, de como decorreriam as vinte e quatro horas a bordo de um navio bacalhoeiro, nomeadamente num antigo lugre da famosa Frota Branca. Para isso foram construídos sequencial e cronologicamente, vinte e cinco painéis, de grandes dimensões, 1,90 x 1,10m, com algumas das melhores fotografias ilustrativas da temática. Um espólio único, cuja recuperação e edição, levou um ano a ser concluída.

A convite da prestigiada Fundação Gil Eannes, o Jornal “O Ilhavense” esteve presente no passado dia 3 de maio, para mais um evento, no Agrupamento de Escolas de Monserrate em Viana do Castelo.

A sessão de abertura esteve a cargo do diretor do agrupamento, professor Manuel Vitorino que deu as boas vindas aos convidados e que agradeceu a iniciativa desta Fundação, ao trazer para as escolas tamanha obra.

Leia a notícia completa na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome