A “Menina da Ria” em Esposende – Terra de Mar

0
171

Integrado no programa Esposende – Terra De Mar, teve lugar o X Encontro de Embarcações Tradicionais do Rio Cávado, entre os dias 1,2 e 3 de Junho de 2018.

A embarcação tradicional da Ria de Aveiro, a bateira caçadeira “A Menina da Ria”, que teve o bota-abaixo, no Cais do Bico da Murtosa, no dia 13 de Maio de 2018, participou neste encontro – bonita e significativa representação da Ria de Aveiro.

Património lagunar

Eterna apaixonada da Ria de Aveiro, Etelvina Almeida, que recuperou a embarcação “A Menina da Ria”, falando do seu projecto, refere-o como sendo «a concretização de um sonho com o objectivo de humildemente aportar o meu contributo à causa da perda do património lagunar, o das embarcações tradicionais da Ria de Aveiro».

Após o seu trabalho de investigação, em âmbito de Mestrado em Design, pela Universidade de Aveiro, com o tema Embarcações Tradicionais da Ria de Aveiro: um olhar pelo design, Etelvina Almeida adquiriu uma pequena embarcação tradicional, uma bateira caçadeira com 5,75 metros de comprimento e 22 anos de serviço na laguna.

O restauro foi realizado pelo Construtor Naval Tradicional, José Rito, no Estaleiro-Museu da Torreira (Murtosa), tendo contado com a colaboração de Alfredo Rebelo moliceiro da Ria de Aveiro e, com a de José Oliveira (artista plástico, pintor dos painéis dos barcos moliceiros da laguna), na decoração.

Esta embarcação de trabalho, que se encontrava em fim de ciclo de vida, passou a ter uma nova função, a de lazer. A forma da embarcação foi aprimorada. Apetrechou-se a bateira com a palamenta tradicional adequada, e realizaram-se alterações no sentido de lhe acrescentar os meios de propulsão tradicionais, podendo actualmente navegar à vela ou a remos e, ainda, à vara ou a motor.

«O objectivo mantém-se, o de divulgar o património navegável da Ria de Aveiro, que ainda existe, e o de sensibilizar para a sua perda, no sentido da preservação e da valorização identitária da região» refere com entusiasmo a “Menina da Ria”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome