O Estatuto dos Cabelos Brancos

0
128

A intenção do executivo da Câmara Municipal de Ílhavo em tornar a semana sénior mais ambiciosa, sublinha o caminho que há muito vem sendo apontado como necessário. Pelo natural envelhecimento da população no nosso município, mas também pela urgência em reorganizar os serviços que devem ser prestados aos mais velhos.

E a forma como o fazemos, deverá ser tão cheia de energia, carinho e estabilidade como foi a própria assistência que os mais velhos nos deram quando ainda éramos crianças.

O Festival Cabelos Brancos vem relançar o necessário debate acerca das diferentes valências que devem existir em resposta ao envelhecimento.

Ílhavo poderá, sim, tornar-se na “capital da Maior Idade”, se continuar a percorrer este caminho acolhendo, ao mesmo tempo, as diferentes estruturas já existentes para dar apoio a esta faixa etária.

Não bastará “depositar” os nossos idosos em lares para a terceira idade e ou outros, onde nem sempre, ou mesmo raramente, se sentirão felizes.

A forma mais cómoda para os filhos poderá mesmo ser essa, mas seria necessário que os filhos não esquecessem os pais que lhe deram o ser e deles cuidaram, por vezes até muito tarde.

Instituições como o CASCI, o Centro Comunitário da Gafanha do Carmo, o Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Nazaré, entre outras, até tratarão, certamente, os nossos idosos com todo o amor e carinho, mas que nunca poderá ser igual aos dos próprios filhos, quando estes são, realmente, bons filhos.

Leia o artigo completo na edição em papel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome