A Casa da Cultura encheu-se para celebrar os 38 anos do CASCI

Uma plateia repleta para aplaudir o presépio do natal de 2018 e José Cid, artista convidado deste ano.

0
137
Felisbela Bernardo - Presidente do CASCI - na apresentação do Presépio de Natal 2018, transportado numa “bicicleta de padeira”.

A comunidade ilhavense já se habituou a festejar o aniversário do CASCI. Na noite do passado domingo, o auditório da Casa da Cultura de Ílhavo (CCI) encheu-se para aplaudir esta instituição, que celebra 38 anos. Com quatro áreas de intervenção – ação social, acolhimento, infância e reabilitação, o CASCI presta auxílio a 1380 pessoas, de todas as idades.


O espetáculo começou com a intervenção dos utentes, que quiseram celebrar com dança e as palavras do poeta António Botto:

O mais importante na vida é ser-se criador – criar beleza. Para isso, é necessário pressenti-la, aonde os nossos olhos não a virem. Eu creio que sonhar o impossível, é como que ouvir uma voz de alguma coisa, que pede existência e que nos chama de longe. Sim, o mais importante na vida é ser-se criador. E para o impossível, só devemos caminhar de olhos fechados, como a fé e como o amor.

Felisbela Bernando, a presidente do CASCI, começou por dizer aos presentes que estas são “pessoas com muitíssimo valor” e que já mostraram, em diversas ocasiões o quanto são criativas e polivalentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome