José Torrão Sacramento sai com o sentimento de “dever cumprido”

    0
    107

    Depois de 21 anos à frente do jornal “O Ilhavense”, José Torrão Sacramento passa o testemunho com o sentimento de “dever cumprido”. Para trás, ficam muitas memórias e aventuras, numa missão que teve um único propósito “Por Ílhavo”. E é também esta a mensagem que o ex-diretor do jornal fez questão de passar a quem agora assume a liderança: que o lema de “O Ilhavense” continue a ser cumprido à risca.

    Na hora da despedida, José Torrão Sacramento aceitou o desafio da atual diretora para passar em revista o tempo em que assumiu o comando do jornal. Foi em 1997, na sequência da saída do então diretor Neves Vieira para assumir uma carreira na política. “Senti uma enorme responsabilidade. Mas tinha de cumprir a promessa feita ao meu pai no leito de morte: eu tinha que olhar pelo jornal porque ele tratava-o como um filho e, sendo eu filho único, era o meu irmão”, recorda.

    Ainda que já fosse acionista da empresa proprietária do jornal desde 1990, José Torrão Sacramento recorda que, na altura em que assumiu a direção, não contava, ainda, com muita experiência ao nível do trabalho que era exigido num jornal. Prova disso foi o facto de ter equacionado “acabar com a página de necrologia” no jornal, lembra. “Foi um problema, disseram-me logo que eu estava maluco, pois era a página mais lida no jornal. Tive de recuar”, relata.

     

    (Ler mais na edição em papel)

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Introduza o seu comentário
    Introduza o seu nome