Ílhavo tem um “Estaleiro” dedicado à promoção da ciência

Novo equipamento foi inaugurado no passado dia 13 e está agora ao serviço dos agrupamentos escolares e da comunidade em geral.

0
144

O antigo Fórum da Juventude de Ílhavo acaba de dar lugar a um novo equipamento municipal: o “Estaleiro – Estação Científica de Ílhavo”, foi inaugurado no passado dia 13, data em que se assinalou o 122.º aniversário da restauração do município. O espaço contíguo à Biblioteca Municipal de Ílhavo passou, assim, a reservar lugar de destaque para a divulgação da ciência e tecnologia.

Com enfoque na comunidade escolar, mas tendo também uma vertente direcionada para a comunidade em geral e para as famílias, o “Estaleiro” resulta de um investimento municipal de cerca de 150 mil euros. “É um investimento na formação e no futuro”, destacou Fernando Caçoilo, presidente da Câmara Municipal de Ílhavo, durante a inauguração. Uma cerimónia que contou com a presença de Rosalia Vargas, presidente da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica – Ciência Viva, que se mostrou agradada com o conceito do “Estaleiro”. “Até eu gostava de ser uma espécie de marinheira neste centro”, vincou.

Este novo equipamento foi buscar inspiração à tradição dos estaleiros de construção naval no município, estando dividido em quatro espaços, com dinâmicas diferenciadas: Casa das Máquinas, Casa do Leme, Messe e Ponte. Cada um deles, proporcionará experiências maker, de robótica, de gastronomia de bordo, de cozinha molecular ou, mesmo, de produção de bioplásticos e biodiesel. Até as estrelas estão “disponíveis” para observação, a partir do último piso do “Estaleiro” – que proporciona uma vista panorâmica sobre a cidade.

O projeto pedagógico deste novo espaço municipal apresenta-se inovador na sua construção e desenvolvimento, proporcionando novos desafios ao seu público, numa aposta articulada entre a câmara municipal, os três agrupamentos de escolas do município, a Universidade de Aveiro e as empresas locais. “Este estaleiro é agregador, porque consegue unir os parceiros da região”, destacou, por seu turno, Tiago Lourenço, vereador responsável pelo pelouro da Educação.

Inauguração com casa cheia

A cerimónia de inauguração do “Estaleiro – Estação Científica de Ílhavo” contou com casa cheia, concentrando dezenas de convidados. Uma sessão que foi apenas o primeiro de vários momentos que pretendem assinalar a abertura deste novo espaço. O programa inaugural estende-se ao próximo domingo, dia 19 de janeiro, com ofertas diferenciadas para os vários públicos.

O dia 16, à semelhança do que aconteceu na terça-feira, é reservado para atividades escolares; a 15, acontece um dia aberto para professores; e, no dia 17, há formação sobre bioplásticos para professores. Sábado, dia 18, vai ser um dia especial, com um dia aberto para as famílias e atividades ao longo de todo o dia (demonstrações, experiências e um espetáculo). Por último, no domingo, dia 19, pelas 17h00, acontece o espetáculo “Sapatos de chumbo”, que junta bailado, narrativa e ciência, mas tendo como palco a Fábrica das Ideias, na Gafanha da Nazaré.

Uma produção da Fábrica Centro de Ciência Viva, criada no âmbito do Ano Internacional da Tabela Periódica. Um espetáculo que faz de um elemento da Tabela Periódica, o chumbo, o herói de uma aventura muito bonita, que se narra com palavras e movimentos de dança. No palco vão estar: uma contadora de histórias e cerca de 60 pequenas bailarinas, para narrarem e dançarem um conto, cujo final feliz depende de algumas características do elemento químico chumbo.

O espetáculo tem bilhete único de 7,50 euros e destina-se a todos os públicos a partir dos 3 anos. A compra dos bilhetes pode ser feita na Casa da Cultura, na Fábrica das Ideias e online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome