As primeiras medidas foram implementadas logo a 9 de março, após o alerta da Administração Regional de Saúde de que um cidadão infetado com a Covid-19 (Coronavírus) tinha estado em três espetáculos do festival Palheta, na Gafanha da Nazaré. Logo aí, ficou decidida a suspensão dos eventos culturais nos espaços do 23 Milhas, bem como as iniciativas e atividades direcionadas às crianças e jovens, escolas e comunidade sénior. Com o agravamento do surto a nível nacional e internacional, as medidas acabaram por ser intensificadas. Até 5 de abril, estão suspensos “todos os eventos, atividades regulares e ações diversas de âmbito cultural, desportivo, escolar (como as aulas de natação ou de ténis) e social que envolvam concentração de pessoas, independentemente do número de participantes”.

A decisão da Câmara Municipal de Ílhavo, anunciada no passado dia 12, enquadra-se naquelas que têm sido as recomendações das autoridades de saúde (Ministério da Saúde e Direção-Geral de Saúde), indo também ao encontro da posição concertada tomada no âmbito da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro.

“Esta suspensão envolve todas as iniciativas que decorram nos espaços municipais (23 Milhas, Piscinas Municipais, Museu Marítimo de Ílhavo, Biblioteca Municipal de Ílhavo, Estaleiro – Estação Científica de Ílhavo, Fórum Municipal da Maior Idade) ou, ainda, no espaço público, estando sujeitas a uma avaliação permanente do desenvolvimento do contexto local, nacional e internacional do surto de Covid-19”, anunciou a autarquia, em comunicado. Não obstante esta suspensão de atividades, os espaços municipais, como o Museu Marítimo, a Biblioteca Municipal ou as Piscinas Municipais, mantêm-se abertos ao público para uso livre.

“As iniciativas suspensas (canceladas ou adiadas) neste período serão listadas no site da Câmara Municipal e afixadas nos respetivos espaços municipais. Destacam-se, no entanto, pela sua dimensão, os seguintes eventos: Rota das Padeiras, Música na Escola, Dia Mundial da Água, Feira Vocacional e do Emprego, Meia Maratona de Ílhavo, Feira da Saúde, Mar Film Festival, entre outros”, foi acrescentado, numa nota enviada à imprensa.

A edilidade deixou, ainda, um apelo a todos os munícipes para que mantenham a “serenidade possível e o cumprimento, com rigor, das normas e orientações que são divulgadas pela Autoridade de Saúde, implementando práticas diárias e rotinas que reduzam, ao máximo possível, os riscos de contágio, nomeadamente ao nível do relacionamento social, da concentração em espaço público (aberto ou fechado), da higiene pessoal e, muito particularmente, de sinalização de sintomas à Direção-Geral de Saúde ou ao Serviço Nacional de Saúde”.

São Salvador com plano de contingência até 15 de abril

Ainda antes de serem conhecidas todas as restrições a nível regional, logo no dia 9 de março, a Junta de Freguesia de S. Salvador aprovou um plano de contingência e decidiu suspender todas as atividades até ao próximo dia 15 de abril.

Foram, assim, suspensas as seguintes atividades: Presidência Aberta (16 de março), VII Mostra de Folares de Vale de Ílhavo (28 de março), 6.º Encontro de Auto-Caravanistas (28 de março), Ciclo de Tertúlias (20 de março), atividades nas escolas do Agrupamento de Ílhavo (11 de março e 15 de abril), formação de preparação para o parto e pós-parto.

“Para além destes eventos, estão suspensas as atividades decorrentes da cedência dos espaços geridos pela Junta de Freguesia, nomeadamente o auditório, o sótão, a sala 14 (Mercado de Ílhavo) e de formação (em avaliação por parte do IEFP)”, anunciou a Junta de Freguesia, garantindo estar a acompanhar a evolução da situação. “Caso seja necessário tomar medidas adicionais, as mesmas serão comunicadas de imediato à comunidade”, anunciou.

Hospital implementa medidas de prevenção

No que à Santa Casa da Misericórdia de Ílhavo diz respeito, há medidas de prevenção a serem postas em prática na Unidade de Cuidados Continuados Integrados, nos serviços de medicina física, reabilitação e exames de imagiologia, nos serviços de apoio e administração, na creche e centros infantis e, especialmente, no apoio domiciliário.

“Deslocar-se a casa das pessoas é um risco duplo, por isso, as funcionárias do apoio domiciliário receberam instruções específicas para lidar com as contingências associadas ao novo coronavírus”, explica Margarida São Marcos, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Ílhavo. “Cada carrinha tem um kit para desinfeção dos espaços, equipamentos de proteção individual como máscaras, luvas e uniformes descartáveis, e um flyer informativo para distribuir pelos utentes para que, em caso de necessidade, saibam como agir”.

Na Unidade de Cuidados Continuados Integrados, por sua vez, “seguem-se as determinações da Direção Geral de Saúde”, com vários postos para “desinfeção das mãos de todas as pessoas que entram na unidade – utentes, funcionários e visitantes”. Por falar em visitantes, “não há, pelo menos para já, qualquer restrição quanto a visitas”, informa a provedora.

Próximas jornadas desportivas sem data 

Em virtude da Covid-19, foram, até à hora do fecho desta edição, várias as Associações Distritais (Futebol e Basquetebol, por exemplo) que suspenderam as suas provas. A AFA, através do seu comunicado oficial 270, suspende a realização de todos os jogos oficiais de futebol, futsal e futebol de praia e atividades da arbitragem, até ao dia 23 de março, bem como aconselha os Clubes a não realizar treinos e jogos não oficiais. O Vista Alegre, na sua página do Facebook, informou que seguindo as instruções da AFA, “suspende todas as atividades no Campo Municipal da Vista Alegre, até data a indicar”. Illiabum e Grupo Desportivo da Gafanha seguem o mesmo conselho e também interrompem toda a sua atividade.

Meia Maratona passa para setembro

Também a Meia Maratona de Ílhavo – que até tinha sido alvo de uma sessão de apresentação pública no passado dia 7 de março, no Hotel Montebelo Vista Alegre Ílhavo – acabou por ser adiada. O evento, inicialmente agendado para o próximo dia 5 de abril, foi adiado para 13 de setembro, com início da prova principal às 09:30 horas. Segundo explicou a organização, “a responsabilidade pela preservação da saúde pública sobrepõe-se aos inevitáveis prejuízos financeiros e todos os inconvenientes decorrentes do adiamento da Meia Maratona de Ílhavo, apelando à compreensão de todos os intervenientes”.

Todas as inscrições já efetuadas transitam automaticamente para a nova data de 13 de setembro, garantiu a Atletas.net. Aos participantes já inscritos que porventura não possam comparecer na nova data, ser-lhes-á assegurado o kit de participação após a realização do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome