Atuação do grupo da Maior Idade

Jonathan Margarido levou à cena, no Museu Marítimo de Ílhavo, “O meu amor foi para o mar…” peça adaptada de uma novela de José Geitoeira, publicada em 1955, no jornal “O Ilhavense”.

Encenação muito original e bem conseguida, cada uma das cenas foi representada nas várias salas do Museu com temática marítima, aproveitando-se para os cenários os motivos expostos.
Espetáculo dinâmico de luz, som e representação, onde os atores, ainda que amadores, desempenharam um papel que atingiu e até superou o profissionalismo.

Conta-se uma história de amor, perigos, intrigas e desavenças familiares. É, afinal, a história de uma terra, Ílhavo, que recebeu muito do mar, mas que também lhe dedicou o que de mais valioso tinha, a vida dos seus filhos.

Foi um projeto comunitário que envolveu cerca de 70 pessoas,
A parte sonora, esteve a cargo de uma banda, constituída para o efeito, que combinou, sob a orientação de Inês Imaginário, músicas inéditas do músico e compositor Fábio Rocha, com temas já conhecidos, sublinhando a época temática.

“O Ilhavense” assistiu ao espetáculo e é com muito entusiasmo que felicita todos os participantes.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome