Ílhavo foi um dos cinco municípios do Baixo Vouga que acabou de entrar em risco muito elevado no contexto pandémico que o país vive.
A classificação de município em risco muito elevado obriga a que o comércio a retalho funcione até às 21 horas durante a semana. Aos fins de semana e feriados, o comércio a retalho alimentar possa estar aberto até às 19 horas e o não-alimentar até às 15.30 horas. Durante a semana o comércio a retalho poderá estar aberto até às 21 horas.
A circulação na via pública está limitada todos os dias a partir das 23 horas . Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22.30 horas (no interior, com um máximo de 6 pessoas por grupo; em esplanada, 10 pessoas por grupo) mas, no caso dos restaurantes, aos fins de semana, o acesso ao interior está dependente de certificado de vacinação ou de teste negativo.
Os espetáculos culturais terão que terminar até às 22.30 horas e os casamentos e batizados poderão realizar-se com 25% da lotação do espaço onde ocorram . Os ginásios poderão funcionar sem aulas de grupo e são permitidas modalidades desportivas de baixo e médio risco. O teletrabalho é obrigatório quando as funções o permitam.
Para além de Ílhavo, no Baixo Vouga, são considerados como municípios de risco muito elevado, Aveiro, Albergaria-a-Velha, Oliveira do Bairro e Vagos.
A situação é revista pelo Governo todas as semanas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome