Illiabum com futuro indefinido

Liga Placard ou Proliga? Até 15 de junho, Illiabum tem de tomar uma decisão e comunicar à Federação em que campeonato quer competir na próxima época.

0

O Illiabum Clube ainda não decidiu em que campeonato irá participar na época 2020/2021. Apesar de ter assegurado a manutenção na Liga Placard, a principal competição de basquetebol em Portugal, o clube ainda pondera a inscrição na Proliga. Num comunicado assinado por Pedro Rosa Novo, presidente da Comissão Administrativa, o Illiabum resume “todas as opções que temos para a próxima época”. O clube terá de dar uma resposta definitiva à Federação Portuguesa de Basquetebol até 15 de junho. “Caso, depois dessa data, decidamos que não nos queremos inscrever na Liga, teremos a penalização regulamentar que é a descida à 2.ª Divisão”. 

“Neste momento está tudo em aberto, pois as condições financeiras, mais do que difíceis, são incertas. Dois terços do orçamento do Illiabum dependem de patrocinadores privados e, neste momento, está tudo parado. As empresas estão fechadas e tem sido difícil a comunicação. Não sei se esta época perdi tudo, metade ou não perdi nada. E para o futuro mantém-se esta dúvida. Por isso, é prematura a decisão de que campeonato iremos disputar. Mas também quero frisar que a última palavra será sempre dos sócios”, diz Pedro Rosa Novo.

Questionado sobre o plantel sénior, o presidente da Comissão Administrativa diz que gostaria de manter os atletas portugueses bem como a equipa técnica. “Temos bons valores que gostaríamos que continuassem connosco. Só depois da decisão sobre que campeonato iremos disputar saberemos se contratamos estrangeiros, pois na Liga (principal) fazem a diferença”, reitera.

O impacto da Covid-19

Com o cancelamento das competições, o Illiabum fechou a sua atividade. Inicialmente, aquando da suspensão dos campeonatos, “ainda se procedeu à desinfeção do pavilhão, na expectativa de retomar os jogos. Logo a seguir veio a decisão de cancelamento e, neste momento, está tudo parado”, conta Pedro Rosa Novo. “Estamos em regime de lay off, com os nossos funcionários em casa”, afirma. 

Mas nem tudo está parado. As reuniões realizam-se por videoconferência e, também à distância de um ecrã, atividade física mantém-se com atletas da formação e treinadores a interagirem através das várias plataformas digitais disponíveis. “É uma forma de mantermos os nossos miúdos ocupados e de não perderem a ligação ao Illiabum”, refere.

Assembleia Geral para mandatar uma direção

Adiada desde março, a Assembleia Geral de prestação de contas, e também de caráter eletivo, terá lugar assim que o Governo levante as restrições impostas. “Mal seja levantada a restrição nós iremos marcar a data”, assegura Rosa Novo. 

O presidente da Comissão Administrativa ainda não decidiu se será candidato à direção. “Tenho tido algumas conversas, mas, até ao momento, não tenho nenhuma decisão tomada. Não está fora de hipótese, mas também não está em cima da mesa”. Até lá, é a Comissão Administrativa por si liderada que vai tomando conta dos destinos do clube ilhavense.  

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome