Foto: CMI

A Mesa da Assembleia Municipal vai implementar, no próximo ano letivo, o projeto “Assembleia Municipal Jovem” (AMJ) de Ílhavo.

A proposta acolheu o parecer favorável e unânime de todos Grupos Municipais, e, também, o envolvimento direto da Câmara Municipal, após reunião de Conferência de Líderes e com o presidente da autarquia, respetivamente.

A primeira fase da implementação da AMJ ficou concluída com a apresentação e avaliação da importância do projeto por parte das diretoras dos Agrupamentos de Escolas do município.

Em comunicado é revelado que “a motivação, o empenho e o agrado demonstrados por parte das responsáveis pela comunidade escolar são fatores reveladores do sucesso que este desafio lançado aos jovens estudantes do Município – do 5.º ao 12.º ano – pode vir a alcançar na alavancagem da participação crítica e ativa”.

A Assembleia Municipal Jovem “pretende ser um espaço de reforço democrático, de consciencialização política, de intervenção cívica e de promoção do sentido crítico em matérias e áreas orientadas para as necessidades dos jovens”.

O projeto tem como principal objetivo promover a participação cívica e cidadã dos jovens estudantes do município, “cujas opiniões, interesses e vontades devem ser potencializadas e valorizadas”, lê-se na nota de imprensa.

No início setembro será promovida uma reunião com as entidades envolvidas no programa, com vista à definição das normas e processos necessários para a concretização da AMJ, com a primeira sessão planeada para dezembro deste ano.

Publicidade