Foto: CMI

A Milha – Festa da Música e dos Músicos de Ílhavo arranca esta sexta-feira, dia 4, e decorre até domingo, dia 6, em Ílhavo e na Gafanha da Nazaré.

Para esta sexta edição, o 23 Milhas, que organiza o evento, revela que «parte da programação desafia a refletir sobre a força do sonho enquanto motor para a criação, a fuga e a descoberta», apresentando-se três criações exclusivas, concertos de novos artistas e projetos ilhavenses, assim como o lançamento de um disco e uma conversa em torno do sonho.

“Avalanche” é a terceira criação da Companhia Jovem de Dança de Ílhavo, que convidou o coreógrafo Bruno Alexandre para trabalhar com as bailarinas das Escolas da Dança do Município de Ílhavo (IP Arabesque, Fulldance Studio e Casa do Povo da Gafanha da Nazaré) e os artistas Henrique Vilão (música) e Joel Reigota (figurinos).
O espetáculo propõe «visões múltiplas de um evento de grandes dimensões, como poderá ser uma avalanche, pensada enquanto fenómeno rápido e tumultuoso do que pensamos ser a imagem possível da adolescência».
Estreia no sábado, dia 5, às 21h30, e repete no domingo, dia 6, às 18h30, na Casa da Cultura de Ílhavo.

Com estreia marcada também para sábado, surge o Ensemble 23 Milhas. A organização afirma que este é «o resultado direto daquilo que tem sido o trabalho da Milha e do seu programa de apoio à produção local, que acontece paralelamente e durante todo o ano».
Orientado pelo maestro Henrique Portovedo, este é um ensemble dedicado à música de câmara, de instrumentação e dimensão flexível, orientado para a produção e criação de música atual, a partir do universo artístico pós-John Cage e interpretado por estudantes e profissionais da música.
A peça deste ano é da autoria de Henrique Portovedo e Paulo Gravato (Les Lumières) e interpretada por Maria João Balseiro, Leonor Marques Oliveira, Sofia Pinto, José Pedro Bola, Paulo Gravato, Tiago Matos e Andrés Pérez.
Apresenta-se uma única vez, no sábado, dia 5, às 17h30, na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré.

A terceira criação desta edição da Milha pertence a quatro escolas de música ilhavenses: CODA, Arte e Som, Escola de Música Gafanhense e a academia da Banda dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo – Música Nova.
O espetáculo “Acorde um sonho” une alunos e professores no domingo, dia 6, às 15h30, na Casa da Cultura de Ílhavo.

Apresentam-se ainda os trabalhos de Jacinta, Sara Valente e Rui Pereira, Urbanus ZC, The Troublemaker e LUMi.
Destaque também para a inauguração da exposição Terceira Impressões, da AGIL, cuja abertura decorre em simultâneo com a Milha, e para a conversa “Para onde vão os sonhos”, que reúne os músicos Diogo Rocha (Perpétua), Diogo Sarabando (himalion), Vanessa Marques Oliveira e Henrique Portovedo.

O programa completo pode ser acedido aqui.

Publicidade