Festival de sopas dos escuteiros de Ílhavo conquista cada vez mais pessoas

Oitocentas pessoas participaram na sexta edição do festival gastronómico “Ó sim, ó sopas!” do agrupamento de escuteiros de Ílhavo.

0
241

O Mercado Municipal de Ílhavo acolheu, no passado sábado, dia 1 de fevereiro, a sexta edição do festival “Ó sim, ó sopas!” do agrupamento de escuteiros 189 do Corpo Nacional de Escutas. Por cinco euros, os participantes puderam provar cada uma das cerca de 30 sopas diferentes preparadas pelos restaurantes, instituições e particulares convidados e votar nas suas preferidas.

No fim, contados os votos, o restaurante Abílio Marques voltou a arrecadar o prémio para a melhor sopa, com a sua sopa à lavrador. Ainda na categoria profissional, o segundo lugar coube à Marisqueira da Barra, com uma sopa de marisco e o terceiro foi atribuído à sopa de peixe do Café-restaurante “Concha do Mar”. Quanto à categoria não-profissional, também não houve grandes surpresas. À sexta edição deste certame, a chora de bacalhau de Anabela Pequeno foi, pela sexta vez, a sopa mais votada. Em segundo lugar, ficou a “Sopa do Pai”, preparada pela Expedição (secção dos 10 aos 14 anos) do agrupamento de escuteiros de Ílhavo e, em terceiro, a sopa de berbigão do Alegrete.

A primeira edição do festival “Ó sim, ó sopas”, em 2015, teve cerca de 150 participantes. Desde então, o evento tem vindo sempre a crescer e, por essa razão, a mudar de espaço. Já passou pelo Centro Paroquial de Ílhavo, pelo salão polivalente da Escola Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes e, hoje, realiza-se no Mercado Municipal de Ílhavo. Foi lá que, nesta sexta edição, os escuteiros reuniram cerca de 800 “sopeiros”, mais 300 do que no ano passado.

Segundo Paulo Gonçalves, chefe do agrupamento de escuteiros 189 de Ílhavo, metade as receitas angariadas vão ajudar a financiar a deslocação de um contingente de 18 Pioneiros (secção correspondente à faixa etária dos 14 aos 18 anos) e três dirigentes a Gdansk, na Polónia. É lá que, entre os dias 27 de julho e 6 de agosto, se realiza o EuroJam, um acampamento europeu de escuteiros. A outra metade dos fundos angariados com este festival de sopas, destina-se às atividades correntes do agrupamento.

Resta dar nota que a organização do evento contou com o apoio do Núcleo de Ílhavo da FNA (associação de antigos escuteiros), da Câmara Municipal de Ílhavo e da Junta de Freguesia de São Salvador, autarquias parceiras do agrupamento, bem como do Rancho Folclórico “O Arrais”, o Grupo de Jovens “A Tulha”, a Associação Cultural e Recreativa Os Baldas, o agrupamento de escuteiros 1021 da Praia da Barra, o comando distrital da GNR de Aveiro e as empresas RIALTO, Diatosta, Publidecal, Jardins da Boavista, Vista Alegre e GRESTEL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome