Ílhavo e o Carnaval

0
84
Maria José Santana (Diretora d'O Ilhavense)

Antes de tudo, fica a confissão: sou uma dessas pessoas que adora o Carnaval e tem de sair à rua fantasiada, por uma noite que seja. E a culpa é desta terra onde nasci e cresci.

Era hábito ver os homens da família a dedicarem noites a fio à construção dos carros alegóricos que representavam a Gafanha de Aquém, os últimos dos quais em nome do Grupo de Jovens “A Tulha”.

Mais tarde, acabei por ser chamada a subir a bordo deles, ao longo do desfile que percorria o centro de Ílhavo. Esse mesmo corso onde também dancei até à exaustão, durante vários anos, num dos grupos que a dona Adelaide Baptista apresentava, a representar o Corgo Comum.

Sim, fui uma dessas pessoas que sofreu com a notícia de que o Carnaval tinha terminado, em Ílhavo. As memórias que guardo dos nossos corsos são muito boas e, talvez por isso mesmo, faço questão de deixar o meu agradecimento a todos aqueles que, durante anos, organizaram os festejos carnavalescos que deixaram saudades.

Aos elementos da Associação Chio-Pó-Pó, entidade organizadora, mas também às mulheres e aos homens que se empenhavam na confecção das roupas, construção dos carros alegóricos, ensaios, etc.

Quis o destino, e bem, que o município ganhasse um outro Carnaval, o de Vale de Ílhavo, festa à qual damos destaque nesta edição. Fomos aos bastidores, falar com a organização e também estivemos à conversa com os cardadores, figuras míticas dos festejos. Saímos de Vale de Ílhavo com uma garantia: a comunidade está empenhada em fazer da festa dos próximos dias 23 e 25 um grande evento e todos estamos convidados a entrar na dança.

Vale de Ílhavo ousou apostar na diferenciação, seguir um rumo completamente diferente das quase vizinhas Estarreja, Mealhada e Ovar. E ainda bem que o fez. Hoje, consegue afirmar-se pela diferença, exaltando as tradições que são nossas e conquistando cada vez mais público.

Os cardores dão uma grande ajuda, é um facto, mas toda a organização dos festejos tem a sua quota parte de responsabilidade neste caso de sucesso.

Mas nem só de Carnaval é feita esta edição. Também lhe damos nota da adjudicação do projeto de requalificação do centro de Ílhavo, das eleições na comissão concelhia do PS, da estadia da banda Linda Martini no nosso território, entre outros acontecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome