Está na altura

0
Maria José Santana (Diretora d'O Ilhavense)

Os mercados e os pequenos estabelecimentos comerciais já começaram a abrir portas e, na próxima segunda-feira, é a vez dos restaurantes, que têm sido dos mais afetados com esta crise. A economia começa a regressar à normalidade, se é que é possível falar em normalidade neste cenário de pandemia que, aparentemente, ainda está para durar. 

Cada um de nós tem, agora, um papel preponderante. Mais do que nunca temos de consumir localmente, comprar produtos de empresas portuguesas, ir aos nossos restaurantes, fazer férias cá dentro. Está nas nossas mãos ajudar a aliviar os impactos desta crise. Especialmente, aqueles que não perderam rendimentos durante esta conjuntura difícil – não nos podemos esquecer que muitas famílias viram os seus orçamentos sofrerem um corte abrupto.

Está na altura de ir aos restaurantes, às lojas e mercados do nosso município; de contactar as instituições da nossa terra e perceber se elas precisam de ajuda para continuar a cumprir a sua missão nestes tempos difíceis. Está na altura, se me permitem, de convencer familiares e amigos a fazerem-se assinantes d’O ILHAVENSE. 

Lamentavelmente, já vimos alguns jornais fecharem por conta de mais esta crise. Outros suspenderam a sua publicação, com a ameaça de encerramento a pairar no ar. Por aqui, tenho de admitir, também se equacionaram cenários de suspensão ou redução do número de edições para tentar enfrentar estes tempos de grande quebra de receitas com o mínimo de custos possível.

O grupo que há pouco mais de um ano juntou esforços para salvar O ILHAVENSE, recuperando-o de uma situação que parecia irrecuperável, entendeu (e bem) que, mais do que nunca, era importante continuar a informar os ilhavenses. Ainda que as receitas publicitárias tenham caído a pique, colocando em risco a sobrevivência do jornal, mantemos a periodicidade e o formato de sempre, na esperança de que mais ilhavenses se façam assinantes. Estamos conscientes da importância que um jornal em papel tem para aqueles que ainda não estão familiarizados com as novas tecnologias e, por isso, não podemos desistir. E também pelos ilhavenses que estão espalhados por esse país ou mundo fora e encontram nas páginas d’O ILHAVENSE o elo de ligação à sua terra. 

Contamos consigo, que já faz parte desta família, para levar a mensagem aos amigos e familiares que ainda não recebem o nosso jornal – ou, quem sabe, oferecer uma assinatura (são 25 euros ano) a um parente ou amigo num próximo aniversário. 

Seguimos, então, em frente, a fazer votos de que os ilhavenses continuem connosco e sejam cada vez mais. Temos uma viagem (não tão longa assim) pela frente, rumo ao centenário, procurando apresentar um jornal renovado. Nesta edição, damos mais um passo nesse sentido. Estreamos uma nova seção editorial, uma página dedicada ao mar. Já era mais do que tempo, não?

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome