Dizia Frédéric Ozanam, que criou em 1833 com um grupo de estudantes da universidade de Paris a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), que «gostaria de abraçar o mundo inteiro numa rede de caridade».

Na universidade desenvolvia-se um ciclo de conferências sobre História. No caminho, Ozanam passava por bairros de pessoas pobres, desempregadas, na miséria, onde havia famílias desesperadas dizimadas pela epidemia de cólera. Com um grupo de estudantes cristãos decidiu organizar uma conferência não para falar de história mas para agir a favor das pessoas necessitadas e abandonadas com quem se cruzavam todos os dias. Começaram a Conferência da Caridade: davam bens essenciais às pessoas em necessidade, os feixes de lenha permitiam que muitas pessoas não morressem de frio no inverno. Cotizavam-se e logo muita gente quis ajudar com doações e apoios. 27 anos depois da fundação a SSVP contava com 50.000 membros, chamados vicentinos, espalhados pelo mundo e agrupados em Conferências não de palavras mas de ações.

Em 2018 há mais de 800.000 vicentinos espalhados por 153 territórios em todo o mundo, que cumprem o mandamento novo do amor deixado por Jesus: «amai-vos uns aos outros como Eu vos amei», prestando ajuda ao nosso próximo com quem nos cruzamos na rua ou que está em necessidade, abandonado, em sofrimento, algures na nossa terra.

Os vicentinos vão visitar regularmente as pessoas em necessidade estabelecendo uma relação de confiança, amizade e fidelidade, independentemente da sua religião, origem cultural, social ou económica. Consolam com simpatia e escutam sem julgar. Aprendem com os que sofrem o que não seriam talvez capazes de suportar. Não abandonam as pessoas em dificuldade, ajudam-nas a procurarem sair do sofrimento e da exclusão. Desta experiência, os vicentinos vão sendo transformados em pessoas melhores…

Pode ver mais em: https://www.ssvpglobal.org/pt-pt/o-que-e-a-ssvp/.

Os Vicentinos de Ílhavo (2018.09)

Leia o artigo completo na edição em papel.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Introduza o seu comentário
Introduza o seu nome